domingo, 5 de abril de 2009

Muita estrela pra pouca constelação.

Finalmente editando pra mim mesmo, em casa. Mas só pra dizer que agora sobra mais tempo para as minhas curiosidades, meus planos e que se houver ócio que ele seja criativo. E acho que agora, depois de editar e compor muita coisa que dísta kilômetros do que me é prazer, finalmente vou poder compor aquelas sequências de quadros por segundo, aqueles vídeos, que representam as minhas matutadas. Sim, porquê eu não penso. Eu matuto. Pensar é pra gente inteligente.

Há alguns meses eu fui no Sesc numa espécie de releitura de alguns festivais do minuto, vídeos sortidos, aleatórios, nada selecionado. Confesso que gostaria que fossem selecionados, pois sempre há um quê de perda de tempo quando o curta é ruim. Mas, o que é ruim? É claro que eu tenho o meu leque de opções pra dizer o que é ruim, e você tem o seu e provavelmente ele não se iguala ao meu. Talvez eu diga que o ruim é aquele do assunto desnecessário e você aponte o dedo para aquele com o assunto do momento: aquecimento global. Dizendo que já é clichê, dizendo que já encheu o saco, talvez com um pouco de receio, pois além de cheio, seu saco estará suado. Embora a máxima "há gosto pra tudo" perpetue em meio a toda manifestação humana - com razão - o mal gosto e a falta do que dizer não me descem com tanta facilidade.

Enfim.

Que os assuntos sejam sempre diversos e que o abstrato, o surreal, estejam sempre em nossas manifestações de seja lá qual for a forma de expressão. Mas o que há de tão bom no vazio? Talvez em arte, o nada e o vazio sempre serão alguma coisa. Mas naquela sala de cinema eu percebí uma torrente de vídeos que fingem querer nos dizer algo pra na hora do orgasmo, não nos dizer nada. A valorização excessiva dos conteúdos(?) "nada" ou "vazio", soam como uma necessidade besta de parecer inteligente, ou "cult" - como os valorizadores dessas idéias preferem chamá-la.

Ou então talvez eu não tenha sensibilidade o suficiente para tanto... Para entendê-los. Talvez seja coisa pra quem pensa. Eu só matuto.

Só pra complementar o que eu disse, com um pouco de humor. Assistam:

Vídeo de Vitor Alli
video